Professores de Fortaleza e Região Metropolitana se reuniram na manhã desta sexta-feira (05) com a direção do Sindicato APEOC em mais uma Plenária de avaliação da Greve Geral da Educação. O encontro foi na Escola César Cals, no Centro.

O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, iniciou o debate com uma apresentação do contexto econômico e político atual e o impacto na política educacional e de valorização dos profissionais do Magistério. Anizio pontuou a aproximação do orçamento do Estado ao limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal e o risco da categoria perder a implantação da Nova Carreira, uma das maiores conquistas dos últimos anos. Além disso, o presidente do Sindicato destacou as medidas do Governo contra os professores temporários, com a ameaça de rescisão dos contratos. Segundo ele, o Sindicato APEOC já se posicionou contra essas medidas por considerá-las casos de assédio moral. O departamento jurídico da entidade já foi disponibilizado para atender os docentes que enfrentam esse problema.

Vários professores contribuíram com a discussão desta manhã. O Sindicato respondeu a todos os questionamentos e vai encaminhar o resultado do debate na próxima reunião da direção executiva.