A direção do Sindicato APEOC lançou na tarde desta quarta-feira (03) uma Nota de Repúdio sobre as medidas administrativas da Secretaria da Educação do Estado referentes à rescisão dos contratos dos professores temporários em plena Greve Geral da Educação. O documento aponta ainda a morosidade do Governo na liberação e pagamento de benefícios e direitos trabalhistas, garantidos em lei. O caso mais alarmante é o não pagamento dos docentes que tiveram ampliação definitiva de carga horária no início do ano. O Sindicato APEOC também cobra agilidade na efetivação dos processos administrativos referentes à estabilidade funcional.

Leia a Nota de Repúdio na íntegra: